Casa da Mãe Casa da Mãe
Seu carrinho ainda
está vazio :(
Navegue pela loja e encontre os
produtos que você procura.

Aspersório Anjo da Guarda em Acrílico Dourado 14 x 4 cm

Cod. do Produto: AP8
( Clique na imagem para ampliar )
Aspersório Anjo da Guarda em Acrílico Dourado 14 x 4 cm
Cod. do Produto: AP8
Preço ATACADO 42% OFF
R$ 10,89 Mais formas de pagamento
2x de R$ 5,45 sem juros no cartão de crédito
  • R$ 10,35 à vista no pix (5% Desconto) Economize R$ 0,54
Preço VAREJO Para compras abaixo de R$ 518,00 R$ 18,79
R$ 18,79
    • Selecione o Tamanho:
    • Selecione a Cor:
      • Única
Quantidade: - +
Loja Segura
  • Ajax Loader

Descrição do Produto

Aspersório Anjo da Guarda

Porta água Benta

Símbolos de proteção e objetos bentos, como utilizar?
Objetos bentos são aqueles que foram benzidos por um padre, com a devida autorização elas além de um símbolo de sua fé fornecem grande proteção.

Porém devemos nos atentar que ao utilizar um objeto bento devemos ter cuidados como:

Caso o objeto quebre não deve ser descartada no lixo, por se tratar de um objeto Bento deve ser levado a uma igreja onde terá o destino correto.
Sempre realizar orações, pois não se trata de um amuleto ou objeto mágico, mas sim uma lembrança de fé e devoção.
Ao tornar seu objeto bento você está devotando sua vida ao exemplo da imagem que nela se encontra.

Ou seja, escolher um símbolo religioso é mais do que escolher um adorno, é demonstrar sua fé e devoção ao mundo; e para isso a Casa da Mãe possui inúmeros modelos de medalhas, dezenas, adornos, cordões e muito mais para você.

Como usar a água benta.
A água benta talvez seja um dos sacramentais mais conhecidos da Igreja (cf. o tema “sacramentais”). É usada nos batizados, nas portas das igrejas, para aspergir pessoas, objetos, casas, carros, animais, objetos de devoção (imagens da Virgem Maria e de santos, medalhas, escapulários, crucifixos, estampas etc.). Também pode ser utilizada para a proteção contra o mal.

A água benta, como todo sacramental, leva-nos a invocar, nas diversas circunstâncias da vida, a ajuda do Divino Espírito Santo, para o bem de nossa alma e de nosso corpo. Portanto, “segundo um costume muito antigo, a água é um dos símbolos que a Igreja usa com frequência para abençoar os fiéis. A água ritualmente benzida evoca nos fiéis o mistério de Cristo, que é para nós a plenitude da bênção divina. Ele próprio se apresentou como Água Viva e instituiu para nós o batismo, sacramento da água, como sinal de bênção salvadora” (Ritual Romano. Celebração das bênçãos, no1085).

Diversas são as formas de usar a água benta, porém, a mais comum é persignar-se com ela. Persignar-se, termo que vem do latim e se refere ao ato de, com o polegar direito, fazer o sinal da cruz na testa, outro na boca e outro no peito, enquanto se pronuncia: “Pelo sinal da santa cruz, livrai-nos Deus, nosso Senhor, dos nossos inimigos”. Outro modo é aspergi-la sobre si mesmo, sobre outras pessoas, lugares ou objetos. Santo Tomás de Aquino escreve destacando a força da água benta contra o demônio: “a água benta é dada contra os assaltos dos demônios que vêm do exterior”

O que precisa para a água ser benta?

Quem conhece a vida dos santos sabe que muitos deles acreditavam na água benta como um instrumento verdadeiramente eficaz para enfrentar a força do mal. A água benta é um sacramental, e como todos os sacramentais, foi instituído pela Igreja. Para ser verdadeiramente água benta, tem que ser abençoada pelo ministro ordenado (diácono, padre ou bispo). Ao ser abençoada, a água, conforme prescreve a Santa Igreja Católica, torna-se um sacramental, que possui grande eficácia para as pessoas nas diversas realidades da vida.

A água benta não se trata, portanto, de uma superstição, mas de um instrumento extremamente forte e piedoso para quem quer crescer na graça de Deus e se santificar por meio da oração da Igreja. O Catecismo da Igreja Católica (no 2111) lembra que “atribuir só à materialidade das orações ou aos sinais sacramentais a respectiva eficácia, independentemente das disposições interiores que exigem, é cair na superstição”.

Por isso, ao benzer-se com a água benta, deve-se sempre professar o ato de fé, de confiança no Senhor e manifestar o desejo de crescer na devoção e amor a Deus. Como afirma Santo Tomás, Oportet nos per aliquasensibilia signa in spiritualiadevenire (“Convém que por sinais sensíveis cheguemos às realidades espirituais”).2

Em muitas Igrejas, encontramos na entrada a água benta. Esta é colocada ali para nos persignarmos (fazer o sinal da cruz) ao entrarmos na Igreja e sermos abençoados por Deus. Assim, entregamos todo o nosso ser e sentidos ao Senhor. Quando entramos na Igreja, devemos pedir ao Espírito Santo que ilumine os nossos corações, nossas mentes, infundindo em nós as graças de que necessitamos. Além disso, costuma ficar na entrada das igrejas, em substituição a uma antiga cerimônia judia em que, antes de entrarem para a oração, os judeus se lavavam e pediam a Deus a sua purificação.

Oração de bênção da água

Senhor Deus Todo-poderoso, fonte e origem de toda a vida, abençoai esta água que vamos usar confiantes para implorar o perdão dos nossos pecados e alcançar a proteção da vossa graça contra toda doença e cilada do inimigo.
Concedei, ó Deus, que, por vossa misericórdia, jorrem sempre para nós as águas da salvação para que possamos nos aproximar de Vós com o coração puro e evitar todo perigo do corpo e da alma. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Anjo da Guarda

As crianças quando rezam, com o coração puro, permitem que suas orações cheguem a Deus com urgência, pois um coração livre de maldade sempre estará mais perto do coração de Deus. O anjo da guarda que realiza esse papel de estar sempre ao lado dos pequeninos e de todos que os invocam.

Santos Anjos da Guarda

No dia 2 de outubro a Igreja celebra os Santos Anjos da Guarda. A existência dos anjos é uma verdade de fé professada pela Igreja Católica. Esta verdade se baseia na Sagrada Escritura, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Vamos conhecer os ensinamentos seguros da Igreja sobre os Anjos da Guarda.

Quem são os anjos

Antes de sabermos sobre os Anjos da Guarda, vamos saber quem são os anjos. O Catecismo da Igreja Católica, nos artigos 328 a 352 afirma:

1. Os anjos são criaturas. Quer dizer que eles não são “deuses”. Eles foram criados por Deus por amor e para o serviço de Deus.

2. São criaturas espirituais, ou “espíritos puros”. Isso quer dizer que eles não têm um corpo físico. Por isso, são também invisíveis, embora, quando necessário, para o cumprimento da vontade de Deus, eles se revistam de um corpo visível, como lemos na história bíblica de Tobias e em outras passagens.

3. São imortais. Os anjos estão na esfera da eternidade, embora possam atuar “no tempo” em favor dos seres humanos.

4. São seres pessoais. Isso quer dizer que são dotados de inteligência, sabedoria, vontade própria, liberdade, personalidade e individualidade. Como entre os seres humanos não existe um igual a outro, entre os anjos também. Cada um é único, sem repetição.

5. Contemplam a Deus face a face. Esta é uma afirmação feita pelo próprio Jesus em Mateus 18, 10. Ou seja, os anjos estão sempre na presença de Deus, são santos. Eles glorificam e servem a Deus incessantemente. Eles têm a visão de Deus, do mundo espiritual e do mundo físico, onde nós, humanos, vivemos antes de nossa morte.

6. São mensageiros de Deus. Este, aliás, é o significado da palavra “Anjo”. Tudo o que os anjos fazem está de acordo com a vontade de Deus. Quando falam ou se comunicam com os homens, é obedecendo à vontade do Pai.

7. Ajudam os homens em vista da salvação. A “guarda” e a proteção que os anjos exercem sobre os seres humanos, diz respeito muito mais à salvação destes do que à simples proteção de perigos eventuais, como veremos mais adiante.

8. Pertencem a Jesus Cristo. Jesus, o Filho de Deus, é o centro da vida dos anjos. Eles foram criados por Cristo e para Cristo. A vida terrena de Jesus está repleta da presença e da ação dos anjos.

O artigo 329 do Catecismo Católico, citando Santo Agostinho, diz:

“Anjo é nome de ofício, não de natureza. Desejas saber o nome da natureza? Espírito. Desejas saber o do ofício? Anjo. Pelo que é, é espírito: pelo que faz, é anjo (anjo = mensageiro). Com todo o seu ser, os anjos são servos e mensageiros de Deus. Pelo fato de contemplarem continuamente o rosto do Pai que está nos céus (Mt 18, 10), eles são “os poderosos executores das suas ordens, sempre atentos à sua palavra (Sl 103, 20)”.

Quem são os anjos da guarda

“Cada fiel tem ao seu lado um anjo como protetor e pastor, para o conduzir à vida”. (São Basílio Magno). Qual vida? Somente esta vida terrena? Não. A missão dos anjos da guarda é principalmente a de proteger e conduzir o fiel à vida eterna. Claro que, se for para a salvação do fiel, seu anjo da guarda o livrará de perigos e de tormentos terrenos. Mas nem sempre, pois, certos sofrimentos servem para o crescimento e até para a salvação de muitas almas. O autor da Carta aos Hebreus afirma: “Os anjos são todos espíritos a serviço de Deus, enviados a fim de exercerem um ministério a favor daqueles que hão de herdar a salvação!” (Heb 1, 14).

Testemunho do amor de Deus

A presença dos Anjos da Guarda protegendo-nos e cuidando da nossa salvação é um testemunho eloquente da bondade divina e de seu amor para conosco. Porque Deus nos ama com amor infinito, os anjos também nos amam e querem a nossa salvação. Precisamos compreender que a salvação eterna é o maior bem que qualquer pessoa pode receber. Não há bem maior que este. E é principalmente para isto que os anjos nos guardam.

Ele nos conhece

O anjo da Guarda nos acompanha desde a nossa concepção. Ele nos conhece mais do que nós mesmos. Vivendo fora do tempo, ele sabe de tudo o que aconteceu em nossa vida. Ele sabe de fatos que nos influenciam (fatos que nem nós conhecemos); ele conhece a nossa história e o porquê de nossos comportamentos. Por isso, devemos sempre pedir ajuda a este amigo tão superior e que nos conhece tão bem.

Inspirações e ações do Anjo da Guarda

O anjo da Guarda respeita a liberdade de cada ser humano e jamais forçará um homem a nada. A adesão à fé e a Jesus, feita por cada um de nós, deve ser livre. Uma vez que aceitamos Jesus e que buscamos a salvação, o Anjo da Guarda será um grande auxílio, livrando-nos do mal, do pecado e do afastamento de Deus. Por isso, ele fala ao nosso coração através de inspirações, moções interiores, “insights”, vontades, palavras de sabedoria e discernimento. Cabe a nós silenciar o coração, buscar a vontade de deus e buscar na oração a orientação.

Oração ao Anjo da Guarda

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarda, me governa e ilumina, amém!

Características do Produto

Aspersório para água benta em acrílico dourado, com adesivo do Anjo da Guarda na tampa.

Dimensões aproximadas: 14cm de altura 4cm de largura e 4cm de comprimento.


Temos o melhor preço de artigos religiosos da internet, pois a maioria de nossos produtos são de fabricação própria. CONFIRA!

"A Casa da Mãe oferece descontos atrativos para compras no atacado. Então aproveite e não perca essa grande oportunidade!"

Nosso estoque conta com mais de 6.000 itens em artigos religiosos. Entre em contato conosco caso não encontre o que procura! Teremos grande prazer em atendê-lo.

"Sua fé, nossa inspiração!"

Ver mais Ver menos

Avaliações dos Clientes

Esse produto ainda não teve avaliações. Se você já comprou, ajude outros compradores. Seja a primeira pessoa a fazer uma avaliação!

Central de Ajuda

Faça uma pergunta sobre este produto

Você também pode gostar de

Ajax Loader
Cadastre-se Para receber
novidades
Nome:
E-mail:
Casa da Mãe
Casa da Mãe
(12) 3646-3440
(12)997750133
Rodovia Washington Luiz, 2804 Veloso CEP 12580-000 - Roseira - SP
Segurança
  • Loja Segura
  • Associação Brasileira de Comércio eletrônico
  • Google Safe Browsing
Formas de
Pagamento
Entrega
  • Entregamos em todo o Brasil
  • Correios
  • Casa da Mãe Distribuidora de Artigos Religiosos LTDA ME - 12747412000179
  • Todos os direitos reservados - Casa da Mãe      -      20202021
E-commerce desenvolvido por Climba Commerce
Central de Atendimento